+55 (11) 98585-7528

©2018 by Composta Barão Geraldo. Proudly created with Wix.com

Você ainda ensaca as aparas de grama?

February 8, 2018

Bom dia Composteiros!

 

Tudo bem?

 

Infelizmente, o ato de armazenar aparas de grama e restos de poda de jardim  em sacos plásticos é comum no Brasil. Isso se deve por dois motivos principais: (1) falta de responsabilidade do indivíduo para com o seu resíduo, pois a invisibilidade do custo inibe a discussão para alternativas adequadas; (2) falta de informação/conhecimento sobre os impactos ambientais do resíduo orgânico, já que o mais divulgado é destinar o material seco para a reciclagem, não a separação e tratamento da fração úmida.

 

Vamos discutir esse problema?

 

No aterro sanitário, o resíduo orgânico se decompõe sem oxigênio e emite grande quantidade de gás metano, o qual é 28 vezes mais impactante do que o dióxido de carbono (CO2)! Além disso, o lixiviado reage com diversas outros materiais (ex. pilhas) e se torna complexo e tóxico. Resumindo, podemos dizer que qualquer material que vai para o aterro é um rejeito, ou seja, um resíduo (lixo) que não será reaproveitado, nem reciclado, mas é carregado de problemas ambientais. Por outro lado, quando separamos e reciclamos o resíduo orgânico reduzimos drasticamente a emissão de gases causadores do efeito estufa, o lixiviado não é tóxico e pode ser utilizado como fertilizante líquido (sob cuidados) e reaproveitamos inúmeros nutrientes.

 

Para compostar grandes quantidades de aparas de grama e podas de jardim é necessária uma área além das caixas plásticas com minhocas. A foto abaixo foi tirada de um manual recente do Ministério do Meio Ambiente para incentivar a compostagem nas escolas. Ele apresenta cinco sugestões de designs que se adequam a terrenos e bolsos diferentes.

 

 

Compostar os resíduos do jardim é um pouco diferente de compostar restos vegetais da cozinha, primeiro devido à complexidade celulósica dos gravetos, segundo devido à quantidade de material e frequência de descarte. Algumas minhocas podem aparecer no processo, mas não serão as Californianas Vermelha. Nesse processo é necessário arejar o material pelo menos uma vez por semana e regar caso esteja muito seco. O tamanho dos galhos influenciará bastante na velocidade do processo, pois ele é naturalmente mais difícil de se decompor, mas pode ser mais rápido quanto menor for o tamanho dos pedaços e maior a quantidade de microorganismos no solo. Dependendo do jardim, pode valer à pena adquirir um triturador de galhos.

 

Se a quantidade e frequências for pequena, também é possível deixar as aparas nos pés das árvores e arbustos. Assim, ao invés de ir pro lixo causar diversos impactos ambientais, o material promoverá o desenvolvimento do solo local.

 

E ai, se animou?

Please reload

Featured Posts

Você ainda ensaca as aparas de grama?

February 8, 2018

1/1
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square